Manifestar interesse

Informação sobre o curso

  • Nível Inicial

    Nível 2

  • Nível Final

    Nível 2

  • Horas

    14

  • Dias

    2

  • Área de Formação

    Produção Agrícola e Animal

  • Condições de Inscrição

    • Trabalhador de um matadouro, como abegão ou magarefe.

    • Idade: Maior ou ugual a 18 anos

  • Objectivo Geral

    Capacitar os Responsáveis pelo Bem-estar dos animais nos centros/unidades de abate de Aves, com conhecimentos, competências e atitudes para a proteção dos animais no momento da occisão (descarga, manipulação, imobilização, atordoamento e avaliação da eficácia do atordoamento, sangria e abate), de acordo com o Regulamento (CE) N.º 1099/2009 do Conselho, de 24 de setembro de 2009.

  • Objectivos Específicos

    • Identificar o padrão comportamental das diferentes espécies;
    • Identificar aspetos da fisiologia das diferentes espécies;
    • Identificar os sinais de consciência e sensibilidade nas diferentes espécies;
    • Interpretar os procedimentos operacionais normalizados definidos para um matadouro;
    • Identificar as características estruturais e técnicas que as instalações e os equipamentos devem possuir, de acordo com as normas de proteção dos animais no momento da occisão;
    • Interpretar as instruções de utilização e de manutenção dos equipamentos de imobilização e de atordoamento;
    • Indicar como manipular e tratar os animais antes da imobilização;
    • Identificar os sistemas de imobilização individual;
    • Indicar como proceder ao atordoamento dos animais e como avaliar a sua eficácia;
    • Indicar como proceder à suspensão ou içamento dos animais;
    • Indicar como proceder para a sangria dos animais e para monitorizar o atordoamento e a ausência de sinais de vida;
    • Identificar os métodos supletivos de atordoamento e/ou occisão;
    • Indicar como utilizar e fazer a manutenção dos equipamentos de sangria;
    • Identificar os requisitos exigidos em abates segundo ritos religiosos;
    • Enumerar os principais riscos para a segurança dos trabalhadores na occisão dos animais e nas operações complementares.

  • Avaliação

    No final da ação será efetuado um teste escrito e/ou oral de avaliação da aprendizagem de cada formando. No caso de formandos com elevado nível de iliteracia, a prova deve ser oral.
    Os formandos são classificados "Com aproveitamento" ou, "Sem aproveitamento. Considera-se "Com aproveitamento", o formando que, oralmente ou por escrito, numa prova que incida sobre todos os objetivos de aprendizagem, obtenham uma pontuação igual ou superior a 10, numa escala de 0 a 20 valores.
    Assim, serão considerados “com aproveitamento”, os formandos que para além de não terem ultrapassado o número de faltas previsto, tenham obtido aprovação na prova de avaliação efetuada perante o júri.

Manifestar interesse